33bae31b-6950-4586-bb67-5eefce0fb655

Uma nova identidade

Entra ano e vai ano e as promessas são as mesmas: vou começar uma dieta, vou começar a fazer exercícios físico, vou engravidar, vou trabalhar menos ou quem sabe não é a hora de largar tudo e fazer um mochilão?

Não da um mês e muitos de nós entra na rotina automatizada.

Sabe aquela sem nenhum prazer, sem cor, sem vida? Aquela rotina que todos os amigos já conhecem de tanto que ouvem reclamando e não fazendo absolutamente nada pra mudar.

Essa mesma!

Chega uma hora que enche o saco sempre se ouvir e ser ouvido dessa forma. O que começou com um trabalho ruim, se transformou em uma vida azeda e em um piscar de olhos viramos a hiena Hardy dizendo: ” Ó vida, ó azar!”

Que chato!!

Que bom que ficou tudo tão chato, tudo tão sem graça, tudo tão morno: agora é tudo ou nada. A mudança é inevitável, pois esperar piorar é um preço muito alto e um gosto muito amargo.

Foi dada a largada: o Muay Thay mostrou a falta de força. Opa, preciso do Pilates. Mas não dá malhar e ficar comendo porcaria: vamos para a nutri.

As receitas da nutri são maravilhosas, acho que vou começar a escolher melhor o que eu como durante a semana. Nossa, que economia.

Pensando bem, ta na hora de investir, os 40 anos estão batendo na porta e eu preciso cuidar do meu futuro.

“De repente” cai no seu colo a oportunidade de uma GRANDE mudança:aquela dos sonhos. Mudar de emprego, um casamento, uma viagem, a compra de um apto ou um filho quem sabe.

Isso quando não vem tudo junto!

E com a mesma mudança vem o stress, a irritação, a dor de cabeça, a gastrite, a insonia. DO NADA!

Tipo um susto! E entramos em um circulo vicioso: não da, é coisa da minha cabeça, eu não consigo, que besteira, até parece.

kkkkkkk

Calma, foi tanto tempo desfrutando dos detalhes da vida que não deu para perceber que houve AMADURECIMENTO.

NÃOOOO!!”

Sim, aceita que você já não é mais a mesma pessoa e tem condições de mudar de forma madura, organizada e planejada. Longe de ser aquela jovem impulsiva que gritava: eu quero, eu vou.

Agora você constrói, você se conecta, você seleciona, você investe, você se machuca menos. Bem aventurados os terapeutizados e carecas.

E não é que agora é que realmente você está no centro da sua vida.

Que orgulho!

Então deixa de teimosia e aceita que você se tornou uma linda MULHER.

Você só saiu da zona de conforto, kkkk

Aline Vieira da Rocha